Irmã Zélia conta sobre seu chamado a vida religiosa, seu dia a dia na Copiosa, as dificuldades enfrentadas nas missões
19 de junho de 2017

Contemplamos o mistério da Anunciação, um dos mais importantes da nossa Fé!
Juntamente com a anunciação, queremos lembrar, também, o mistério divino e humano, que é a nossa vocação.

Não temas! Eis o elemento essencial da vocação, porque o temor acompanha sempre o homem.

Ele teme ser chamado para o sacerdócio e também para a vida, para a sua missão, para uma profissão e para o matrimônio.

É necessário vencer qualquer indecisão ou temor para alcançar a responsabilidade madura que nos leve a ouvir e aceitar o chamado, responder com um SIM decidido e generoso.

Portanto, não temas, porque achaste graça, não temas a vida, a tua maternidade, o teu casamento, a sua missão, o teu sacerdócio porque achaste graça.

Esta coincidência nos ajuda, assim como ajudou Maria.

A Terra e o Paraíso esperam o teu sim.

O Céu e a Terra atendem o teu SIM, mãe que está para dar a luz a teu filho, homem que deve assumir uma responsabilidade pessoal, familiar e social; atende o teu sim, você que foi chamado para o sacerdócio, a ser missionário.

Um sim maduro, fruto da graça e da colaboração pessoal.

É, portanto, necessário a fidelidade e a perseverança para desempenhar o SIM por toda a vida.

“Nunca mais te deixarei” dizem-se mutuamente os esposos no dia do casamento. “Nunca te deixarei, diz o seminarista, depois o sacerdote no dia de sua ordenação!

Há também, um outro aspecto: Todos os homens e as mulheres são chamados a realizar o seu SIM à imitação de Maria, Um SIM repleto de alegria, de vida nova e de benção.

Um Sim como aquele de Maria seria uma benção, um bem para o mundo, uma salvação e uma esperança!

O teu sim, a tua fidelidade e perseverança geram também alegria e o mundo sente-se renovado.

Graças ao teu SIM a vida humana em todas as suas dimensões torna-se mais alegre e esperançosa.

A exemplo de Maria, digamos, todos nós um Generoso SIM a Deus e a humanidade!

Santa Teresinha disse o seu Sim ao chamado do Pai, ela mesma conclui que “Não quero ser uma Santa pela Metade”, mesmo estando sob clausura total, com o seu SIM, Ora, luta com o que pode para ver as Almas salvas, assim devemos dizer nosso SIM a Deus, por inteiro, sem restrições, sem reservas, até mesmo sem comodidades.

Você foi chamado a ser Missionário, diga dia-a-dia o teu SIM, como Maria disse ao Anjo Gabriel, e disse SIM a DEUS.

Irmã Zélia Garcia Ribeiro